Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cair da Folha

Talvez poesia, talvez nada. Um sondar d'alma e pouco mais

Cair da Folha

Talvez poesia, talvez nada. Um sondar d'alma e pouco mais

Ter | 14.09.21

Escritas Enteadas

Folhas Soltas

 

Writer Collage Mixed Media on Wood Panel Original Ready To | Etsy

 

O que escrevemos com coração para alguns, não vale uma vírgula. Pode estar cheio do mais íntimo e sincero que não beliscará o leitor. É preciso estar próximo de quem escreve para poder compreender o que está escrito. Criar um elo mínimo com quem se expressa para entender ou perdoar-lhe o atrevimento de expor-se.
Um estranho não se demora a destrinçar sentidos, nem os sentimentos do que lê, escrito pelo punho de quem não "lhe" é nada. De alguém que desgosta. De quem, hipotecticamente, poderá sentir uma pontinha de "dor de cotovelo".
Mas se uma ponta de admiração, acrescida de alguma cumplicidade existir, o que está escrito — não precisa de ser profundo, tampouco brilhante — certamente é aceite e aplaudido. Tudo lhe será permitido, rapidamente desculpado.